LITURGIA DIÁRIA

sexta-feira, 5 de março de 2010

SER EUCARÍSTICO É SER FRATERNO


Uma exigência da Eucaristia é a fraternidade. Uma grande incoerência é me aproximar do Sacramento da partilha, do Sacramento que me alimenta e sustenta, do Sacramento do corpo, sangue, alma e divindade do meu Senhor, sem querer me comprometer com a vida dos irmãos e das irmãs. Comungar é uma atitude que exige de nós querer ser parecidos com Jesus. Ao comungar devemos desejar tornar-nos um com o Senhor, viver a vida de Jesus e permitir que Jesus viva em nós também.
O apóstolo Paulo, em sua primeira carta aos Coríntios, nos adverte para não comermos e bebermos do corpo e sangue de Jesus sem discernir este sacramento, ou seja, comer e beber da Eucaristia sem querer comprometer-se com o próximo, ou sem querer compreendê-lo como irmão, ou sem querer acolhê-lo como parte de nós mesmos. Paulo diz, que aquele que comer e beber dos corpo e sangue do Senhor indignamente, ou seja, se não der um testemunho de fraternidade, come e bebe a própria condenação. A Eucaristia é o Sacramento que nos reconcilia com Deus e com os irmãos. Não é um ritual vazio ou mágico. Não é um jantar descomprometido. Ao contrário, a Santíssima Eucaristia que somos convidados a adorar e a comungar é uma pessoa. O próprio Senhor que morreu na cruz, ressuscitou e está glorificado é que se dá a nós no sacramento da comunhão e pede de nós um testemunho a partir de casa, com o nosso próximo mais próximo, com aqueles com os quais vivemos e convivemos.
Jesus Eucarístico quer que sejamos parecidos com ele. Que tenhamos um coração acolhedor como o dele. Que saibamos enxergar nas pessoas o rosto do filho de Deus que quer ser irmão entre os irmãos.

Pe. Ademir Nunes Farias

Um comentário:

  1. PE. Ademir, fiquei emcamtado com a sua reflexção, esse tipo de comentário serve para nos edificar e crer cada dia mais na Eucarístia.
    Flávio Tiburcio - João Pessoa -PB

    ResponderExcluir