LITURGIA DIÁRIA

domingo, 4 de janeiro de 2009

JESUS EUCARISTIA: ALIMENTO DO HUMILDE E FORÇA DO SERVO


“O que entre vós é o maior, torne-se como o último; e o que governa seja como o Servo” (Lc 22,26).
Certa vez, Jesus na oração disse ao Pai: “Pai, eu te louvo porque escondestes estas coisas aos poderosos e as revelastes aos pequeninos”.
De quem se tratam estes pequeninos? Quem são estas pessoas a quem Deus quer revelar sempre o mistério do seu amor? A quem é dado conhecer as coisas do alto?
Deus se revela a todos, sem exceção, em todos os momentos da vida. Deus se oferece constantemente para fazer morada na vida de todas as pessoas. Deus quer ser o alimento verdadeiro, insubstituível, necessário, bem como a fortaleza inabalável de toda pessoa humana. Não somente de um grupo seleto, pequena parte de uma imensa humanidade ou pequeno grupo de toda uma comunidade.
O problema é que muitas pessoas estão ainda enclausuradas pela prepotência, auto-suficiência, pelo erro de pensar que sabem tudo e que não precisam de ninguém, e, por isso mesmo, se fecham à verdade absoluta que é Deus. Há muitas pessoas, ainda, que estão enclausuradas em sua maneira extremamente racionalista de ver as coisas, que não dão espaço para que o mistério que Deus não cessa de revelar habite também em seu coração. Existem ainda as clausuras do barulho, das excessivas preocupações, que obscurecem a capacidade de contato com o Mistério.
A Eucaristia é alimento do humilde; é mistério compreendido, acolhido por quem é humilde. Não porque Jesus se oferece apenas a quem é humilde, mas sim porque aquele que pratica a virtude da humildade está mais disposto a acolher o mistério revelado a todos. O humilde busca se libertar das clausuras do racionalismo “incontestável”, da falta de dar e pedir perdão, da auto-suficiência e pretensão de saber tudo. O humilde se encontra mais disponível, com o coração desprendido do que é passageiro e aberto ao que é eterno. O humilde compreende que “na Eucaristia temos Jesus, o seu sacrifício redentor, a sua ressurreição, temos o dom do Espírito Santo, temos a adoração, a obediência e o amor ao Pai” (EE 60). Somente aquele que faz-se menor é capaz de enxergar o mistério que se apresenta no altar. Somente na humildade encontra-se espaço para que Jesus Eucaristia faça morada.
Todos os homens e mulheres estão sedentos e famintos de Deus. Todos estão necessitados de Deus. “A comunhão Eucarística nos é dada para saciar-nos de Deus nesta terra, na espera da satisfação plena no céu” (MND 19). Porém, o Deus Eucarístico, no qual está toda a força, sustento, coragem, ânimo, que a humanidade toda precisa, não pode ser percebido ou ter seu poder reconhecido por quem não se fizer menor.
Ser humilde, ser servo, nada mais é do que ser do jeito de Jesus. Na sobriedade da vida, na hospitalidade para com os irmãos e na solidariedade efetiva. Somente assim, seremos capazes de colher os frutos da Eucaristia, que existem independentemente de nós, mas que podem não ser percebidos se não nos tornarmos pequeninos, se não nos libertarmos de nossas clausuras.
Podemos, então, perguntar: Temos nos esforçado para sermos servos uns dos outros? Temos ido ao encontro do outro não porque ele pode nos satisfazer uma necessidade, mas sim porque sabemos que podemos dar algo de nós? Temos sentido em nossas vidas a força, o sustento que parte da Eucaristia? Ou será que ainda nos sentimos enclausurados em algumas coisas, comportamentos, costumes, que não nos permitem saborear o mistério de Deus presente e contido na Eucaristia?
Nunca percamos de vista que “a Eucaristia é mistério de presença, por meio do qual se realiza de modo absoluto a promessa de Jesus de permanecer conosco até o fim do mundo” (MND 16).

Pe. Ademir Nunes Farias

2 comentários:

  1. que bom poder encontrar na internet um meio de envagelizacao, pois assim fica mais facil para ter mais recurso e poder envangelizar mais e mais pessoas que se sentirem tocadas no amor d JESUS CRISTO nosso senhor pois ele nao escolheu os melhor mais capacita a cada dia os seus escolhidos.
    Camila Coroinha
    muito interessante...

    ResponderExcluir
  2. PADRE ADEMIR

    É MUITO BOM O SENHOR ESTAR NOS COLOCANDO A PAR DE TUDO QUE ACONTECE EM NOSSO BRASIL, PRINCIPALMENTE NO QUE SE REFERE AO DOM DA VIDA.

    ESTAMOS NESSA LUTA JUNTOS EM FAVOR DA VIDA DESDE A SUA CONCEPÇÃO ATÉ A MORTE NATURAL.

    NADA JUSTIFICA MATAR UM INOCENTE , MUITO MENOS ÁQUELES QUE NÃO PODEM SE DEFENDER.

    QUE DEUS CONTINUE TE DANDO FORÇAS E SABEDORIA PARA FAZER ACONTECER A VIDA EM SUA PLENITUDE.

    DEUS O ABENÇÕE

    JOEL E FATIMA - PARÓQUIA MATRIZ SÃO JOSÉ - DIOCESE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS.

    email: dv.dovale@uol.com.br

    ResponderExcluir